Menu

I BitConf

CIMG0050

No dia 8 de março aconteceu em Florianópolis a Primeira Conferência Brasileira sobre Bitcoin – I BitConf – que reuniu 64 participantes, de 11 estados brasileiros (RS, SC, PR, SP, MG, RJ, ES, GO, BA, PE e DF) e da Argentina. A BitConf foi uma iniciativa da comunidade Brasil Bitcoin no Facebook, e que contou com o apoio de outros sites e fan pages.

Pela parte da manhã, foi realizado o debate “o que é o Bitcoin”, que contou com a presença do Mestre em Economia da Escola Austríaca, conselheiro do Instituto Mises Brasil e colunista do InfoMoney, Fernando Ulrich (Porto Alegre); de Jaison Carvalho (Joinville), bacharel em Sistemas de Informação, organizador do primeiro encontro sobre Bitcoin em Joinville; Paulo Geyer (Florianópolis), programador, ativista do software livre e do movimento cypherpunk, membro do Tarrafa Hacker Club e membro vitalício da Bitcoin Foundation e Marco Gomes (São Paulo), fundador da Boo-Box, co-fundador do MOVA+, Consiglieri do Grupo Jovem Nerd e ganhador, ano passado, do prêmio World Technology Awards.

Neste primeiro debate, foram abordados os conceitos técnicos e teóricos do Bitcoin e seu protocolo, bem como os conceitos econômicos e as vantagens da utilização do Bitcoin.

Fernando "Viajão", fundador da comunidade há dois anos atrás

À tarde foram realizados outros dois debates. O primeiro debate foi sobre a “situação atual do Bitcoin no Brasil e no mundo”. Participaram desta mesa o Vice-Presidente da Fundación Bitcoin de Argentina, Rodolfo Andragnes e Bernardo Quintão, fundador da Grow Investimentos, da startup BitWiFi e do Bitcoin Meetup Curitiba.

Foram passados informes sobre a aceitação da moeda (e também da dificuldade de aceitação) na Argentina e no Brasil, principalmente. Também foi analisada a expansão do Bitcoin em outros países, como EUA, China e Rússia. Importante participação neste debate do “hermano” Alberto Liver Vega, representando a empresa BitPay, que possibilita aos comerciantes utilizar o Bitcoin como uma forma de pagamento.

Helena Margarido participou diretamente de Londres

Na sequência, foi realizado outro debate sobre “aspectos legais e fiscais do Bitcoin”, com a participação de Andre Krutman e Helena Margarido (que participou online diretamente de Londres), ambos da BitInvest e Leandro Markus (Rio de Janeiro), consultor tributário e empreendedor contábil com experiência em grandes empresas como Walmart, Lojas Americanas e Petrobrás.

Nesta mesa de debates foram abordadas questões como regulamentação de exchanges, transparência e aspectos legais relacionados à tributação de ganhos com Bitcoin. A BitInvest também anunciou o lançamento de um cartão com a bandeira MasterCard, onde o usuário “depositará” bitcoins e poderá usar em qualquer loja que aceite o cartão MasterCard. Deve ser lançado antes da Copa do Mundo.

Marco Gomes, grande entusiasta do Bitcoin, ao lado de Fabrício Darosci, da Associação Software Livre de SC e Wladimir Crippa, moderador da comunidade BTC BR

Os dois debates da tarde podem ser vistos abaixo, foram transmitidos pelo canal da Associação Software Livre de SC:

O último debate foi sobre “oportunidades de negócios com Bitcoin”, que contou com a presença do CEO da Bitcoin to You, Andre Horta (Belo Horizonte), Gabriel Rhama (São Paulo), um dos criadores da P2PoolBrasil.org, uma pool verdadeiramente P2P e que já suporta 6 criptomoedas e Tony Fontoura, que atualmente mora nos Estados Unidos e está lançando o HashDollar, uma outra criptomoedas que teve seu código aberto na BitConf.

Andre Horta anunciou o lançamento em breve do payment gateway, que, assim como o BitPay, ajudará comerciantes a aceitar bitcoins de maneira fácil e rápida. Andre anunciou ainda que nos próximos dias outras criptomoedas como LiteCoin e HasDollar passarão a ser negociados no Bitcoin to You.

Gabriel Rhama contou a história do surgimento da P2PoolBrasil, da excelente aceitação que a pool vem tendo em tão pouco tempo no ar e dos planos para ampliação, com a expansão de suporte para outras altcoins.

Tony Fontoura foi o participante mais polêmico, ao esclarecer e fornecer mais detalhes de como o HashDollar deverá funcionar. A repercussão de sua participação rendeu o tópico mais discutido e comentado na comunidade Brasil Bitcoin (mais de 1000 comentários) em toda sua história.

Wladimir, Fernando Ulrich, Rodolfo da Fundación Bitcoin, Alberto, do BitPay, Allex da fan page Brasil Bitcoin e Reddit e Andre Horta, do B2U

Durante toda a conferência, um forte sentimento de comunidade. Era como se todos ali já se conhecessem há muito tempo – e na verdade, muitos se conheciam mesmo há quase dois anos, tempo de existência da comunidade. Mas fazia parte este encontro presencial, esta intensa convivência, propiciada na Ilha da Magia.

Se vão ter outras BitConfs? Certamente teremos que realizar, porque foi muito bom!

Obrigado à todos e todas que participaram, aos palestrantes, aos patrocinadores (HashDollar,BitInvest, BitWiFi, UseCryptos e ShopWithBit), aos voluntários e aos sites parceiros (BitcoinNews,Koins.me, Nerdices, Bitcoin Brasil), à Associação Software Livre de SC, à EVTur.

1896760_10152280862158373_690013664_n

Mais imagens da I BitConf: